Coleção Essencial Disney

disneyessencial01-abril-27012012
Fazia tempo que não lia algo da Disney, cujas revistas em quadrinhos adorava quando criança e adolescente. Deixei passar a recente coleção “Pateta faz História”, então resolvi apostar nesta nova iniciativa da Editora Abril. E não me arrependi, pelo contrário, curti muito os 3 primeiros volumes e pretendo comprar mais alguns.

Cada edição tem 100 páginas, impressos em um ótimo papel alto-alvura, bem superior ao das revistas comuns, mas no mesmo formatinho de sempre. As cores ficam muito melhores, mais “firmes”, e as capas também estão bonitas, com reserva de verniz. O design das capas e miolo ficou bacana, bem elegante.

Se você achar o preço salgado – R$ 10,00 cada – arrisque ao menos a primeira remessa, em que você leva duas revistas pelo preço de uma. Se gostar, talvez se anime a continuar colecionando ou, quem sabe, comprar somente os títulos que mais lhe interessarem. Algumas bancas e revistarias costumam manter em estoque durante um tempo vários números.

A ideia central da Abril foi compilar histórias selecionadas por “temas clássicos”, isto é, aqueles tópicos comumente associados a certos personagens. Exemplos: “Tio Patinhas e a Moeda Número Um”, “Michey versus Mancha Negra”, “Pateta e seus Antepassados” e assim por diante. Serão, no total, 20 edições semanais. Nos créditos editoriais, observa-se que esta nova coleção é baseada na “Série Oro”, publicada pela Editora El Mundo/Disney na Espanha em 2009.

O volume de estréia, “Tio Patinhas versus Maga Patalójika”, tem 4 histórias, assim como o volume #2, “Donald e Seus Sobrinhos”; o #3, “Os Problemas Domésticos do Pateta”, tem 5 histórias. A editora providenciou todos os créditos, citando inclusive quais já saíram no Brasil e em qual revista, além de uma introdução para cada tema. No geral, metade das histórias dos 3 primeiros volumes eram inéditas.

Realmente me diverti muito lendo estas revistas. Os roteiros são muito interessantes, bem desenvolvidos, e há situações engraçadíssimas. Pessoalmente gosto muito do estilo dos desenhistas italianos, que deixa o Pateta realmente “desengonçado”, e os patos tem movimentos mais vibrantes do que de outros estúdios, como os da Dinamarca. Os quadrinhos dos italianos tem um ritmo dinâmico e há um certo ar de deboche, mas não tanto quanto o dos brasileiros, nos bons tempos em que os Estúdios Disney da Abril eram prolíficos e fizeram a alegria de muita gente nos anos 80 e 90.

O Blog dos Quadrinhos criticou a seleção das histórias, que não seriam das mais clássicas. Realmente, talvez o título da série não seja o mais apropriado, porque o “Essencial” dá idéia de “Histórias indispensáveis”. Pode ser, embora a Abril já tenha lançado outras coleções recentemente com esse foco.

Eu não me incomodei porque as histórias são muito boas e a idéia do Essencial está vinculada aos temas que determinam o foco das histórias para cada edição e, também, porque só os personagens mais populares terão vez. E produções mais recentes como estas, quase todas dos anos 2000 e produzidas pelos estúdios italianos, tem a vantagem de abordarem temas mais contemporâneos como, por exemplo, o celular mágico que a Maga usa para hipnotizar o Patinhas e o Resort de praia do capitalista Patacôncio que não deixa os hóspedes em paz, tamanha a quantidade de atividades e mimos. Quem já foi, certamente vai se identificar com a situação.
Recomendo para fãs novos e antigos. Comprem ao menos os dois primeiros por R$ 10,00, com certeza valem a pena. Leiam e depois decidam se vale investir na coleção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s