Rápida Resenha de X-Men #1 – Panini Comics

Inaugurando um novo modelo de resenha para cobrir os muitos lançamentos da Totalmente Diferente Nova Marvel aqui no Brasil. Do tipo curto, objetivo e, claro, sem spoilers.

A equipe dos Fabulosos ganha a capa da edição #1

A nova mensal dos X-Men agrupa as 3 equipes com títulos regulares no pós-Guerras Secretas. Acredito que a revista sempre trará uma história de cada. Vamos aos comentários da edição #1:

Fabulosos X-Men 1: de Cullen Bunn e Greg Land
Conhecemos a equipe de Magneto já em um momento de ação. É um time que visa não só proteger os mutantes, mas também combater ativamente os que querem destruí-los. Psylocke, Dentes de Sabre, Arcanjo e a poderosa Monet quebram tudo! Esta primeira história é simples e funciona mais como apresentação, inclusive dos antagonistas, uma equipe que não aparecia há tempos no Universo Marvel e que achei bacana, pertinente a este momento. A arte do Land está mais fluida e com boa diagramação, mas no geral não há nada de fabuloso. Nota 5,5.

Novíssimos X-Men 1: de Dennis Hopeless e Mark Bagley
Os jovens X-Men originais – que foram trazidos do passado para o presente – passaram por vários e instigantes acontecimentos na fase pré-Guerras Secretas. Esta série vai acompanhá-los no novo contexto que, vale lembrar, se passa 8 meses pós-Guerras. A história começa com os membros atuando separadamente, em diferentes localidades dos EUA, mas o Fera tenta reuni-los com a premissa de encontrar seu sumido colega Ciclope. O ex-líder da equipe ganha mais páginas e os melhores momentos, quando conhece novos mutantes e enfrenta preconceitos de múltiplos ângulos. A Nova Wolverine (X-23), Anjo, Homem de Gelo, Genesis (o jovem Apocalipse) e Oya completam a equipe. Texto muito bom, com foco nos personagens. Há muita vida, energia e esperança nestes jovens X-Men, ampliados pela arte sempre vibrante de Bagley. Nota 8,0.

Extraordinários X-Men 1: Jeff Lemire e Humberto Ramos
Esta parece ser a equipe “oficial”, da Escola Xavier, liderada pela Tempestade. É o oposto da história anterior: há drama e sofrimento, além de um espectro de desesperança. A experiente X-Man percebe que seus esforços para convivência pacífica com os humanos são insuficientes depois dos últimos acontecimentos (ainda um mistério), porque agora há muito mais ódio dirigido aos mutantes. Não diria que seja imprescindível ter lido algo antes, porque esta é de fato uma nova proposta e formação mas, como sempre acontece com os X-Men, ajuda! Colossus ganha um belo momento na sua terra natal, e a última página é muito bacana (surpresa!?). Também vemos Noturno, Magik, Homem de Gelo (o adulto) e Jean Grey (a adolescente). Parece que Lemire conseguiu capturar perfeitamente a essência destes ícones. A arte de Ramos está bem mais contida, sem exageros, o que pode agradar mais gente. Belo trabalho de cores. Nota 7,5.

Em suma: uma boa primeira edição, com 3 equipes bem diferentes e compostas pelos mais populares X-Men. Achei Fabulosos mais fraca, mas pode render bons momentos. Já as outras duas tem uma boa construção de personagens e potencial para grandes histórias.

Nota Final desta Revista: 7,0

3 respostas em “Rápida Resenha de X-Men #1 – Panini Comics

    • Olá Ricardo. Você mora onde? Porque eu fiz a resenha da #2 já há mais de um mês e amanhã vou publicar a da #3. Aqui em São Paulo já saiu a #4 também… já comprei inclusive. Abraços!

      Curtir

  1. Pingback: Resenha de Avante Vingadores #1 – Panini Comics | Lendo Quadrinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s